Você conhece Charlie Chaplin?

Você conhece Charlie Chaplin?

30 de agosto de 2017 0 Por Greyce Kelly
Hoje eu
quero fazer uma homenagem.
Isso mesmo, hoje eu vou falar de uma pessoa que eu sou extremamente fã, uma pessoa que sem
emitir algum som conquistou, emocionou e deixou milhares de pessoas felizes.
Seus filmes
preto e branco no final da década 20 foram os pioneiros dos filmes, em uma
época difícil de fazer gravações ele foi aquele que conquistou não só Londres, como o mundo todo e até hoje nós nos lembramos dele.
 
 

Se você
disse que esse divo é o meu querido Charles Chaplin, acertou em cheio. Hoje eu
vou contar um pouquinho da vida dessa pessoa maravilhosa.

perceberam que ele é meu divo, né? Uma pessoa que me conquistou de imediato
quando eu vi sua primeira obra, lançada em 1921, intitulada O GAROTO.
Charles
Spencer Chaplin
nasceu em Londres em 16 de abril de 1889, foi um ator, diretor,
produtor, humorista, empresário, escritor, comediante, dançarino, roteirista e músico.
Chaplin foi
um dos atores da era do cinema mudo, notabilizado pelo uso de mímica e da comédia
pastelão – eu sinto tanto não ter nascido naquela época, eu sempre digo que
nasci na época errada, porque essa não é minha. É bastante conhecido pelos seus
filmes O Imigrante, O Garoto,
Em Busca do Ouro
– este considerado por ele seu melhor filme, mas eu
acho difícil porque todos filmes foram Os filmes -, O Circo, Luzes da Cidade, Tempos Modernos, O
Grande Ditador
, Luzes da Ribalta
– ótimo filme esse também-  Um
Rei em Nova Iorque
e A Condessa de Hong Kong.
Os pais de Charlie
eram artistas – dá pra ver que a coisa é de família, né? Seu pai, Charles Spencer Chaplin Sr., era vocalista
e ator, e sua mãe, Hannah Chaplin, era cantora e atriz.  Se separaram antes de Charlie completar três
anos de idade. Após a separação, Chaplin foi deixado aos cuidados de sua mãe,
que estava cada vez mais instável emocionalmente.
Filme o barbeiro.
Quando era
menino, Chaplin viveu de forma alternada em vários endereços, especialmente nos
arredores de Kennington Road. Um problema de laringe acabou com a carreira de
cantora da mãe de Chaplin. Devido a uma de suas internações como consequência
de seus problemas mentais, sofria depressão nervosa, e um quadro de
desnutrição. Seus filhos foram ingressados durante várias semanas no asilo de
Lambeth, no Sul de Londres, e logo na Escola Hanwell para órfãos e meninos
pobres desde junho de 1896 a janeiro de 1898.
O pai de
Charles Chaplin era alcoólatra e tinha pouco contato com seu filho, apesar de
Chaplin e seu meio-irmão morarem durante um curto período de tempo com seu pai
depois que sua mãe foi internada com problemas mentais. Seu pai morreu de cirrose
no fígado quando Chaplin tinha doze anos, em 1901, foi enterrado numa cova
comum sem nome.
O tempo
passa e apesar da infância difícil, Chaplin não desiste, e em 1910 até 1912 ele
viaja com sua trupe por toda a America, levando um espetáculo lindíssimo aos
seus fãs. Ele trabalha como produtor após isso.
Filme: O Boxeador.
Mas foi no
estúdio Keystone onde Chaplin desenvolveu seu principal e mais conhecido
personagem: O Vagabundo – o qual eu amo de paixão – conhecido como Charlot
na França e no mundo francófono, na Itália, Espanha, Portugal, Grécia, Romênia
e Turquia, Carlitos no Brasil e na Argentina, e Der Vagabund na Alemanha.
O Vagabundo
é um andarilho pobretão que possui todas as maneiras refinadas e a dignidade de
um cavalheiro; aparece sempre vestindo um paletó apertado, calças e sapatos
desgastados e mais largos que o seu número, e um chapéu-coco; carrega uma
bengala de bambu; e possui um pequeno bigode-de-broxa. O público viu o personagem  pela primeira vez no segundo filme de
Chaplin, Kid Auto Races at Venice, lançado em 7 de fevereiro de 1914. No
entanto, ele já havia criado o visual do personagem para o filme Mabel’s
Strange Predicament
, produzido alguns dias antes, porém lançado mais tarde,
em 9 de fevereiro de 1914.
Os
primeiros filmes de Chaplin no estúdio Keystone usavam a fórmula padrão de Mack
Sennett, que consistia em extrema comédia pastelão e gestos exagerados. A pantomima
de Chaplin foi mais sutil, sendo mais adequada para comédias românticas e farsas
domésticas. As piadas visuais, no entanto, seguiam exatamente o padrão de
comédia da Keystone; Em seus filmes, O Vagabundo atacava agressivamente seus
inimigos com chutes e tijolos. O público da época amou este novo comediante,
apesar dos críticos alertarem que as travessuras do personagem beiravam a
vulgaridade. Logo depois, Chaplin se ofereceu para dirigir e editar seus
próprios filmes. Durante seu primeiro ano no ramo do cinema, ele fez 34
curta-metragens para Sennett, assim como o longa-metragem Tillie’s Punctured
Romance
.
Acho que
quem gosta do Charlie é pura e simplesmente por causa de suas palhaçadas nos
filmes, deveria ser difícil abeça você fazer um filme e não poder falar nada, usar toda a linguagem corporal para dar graça nas cenas.
Charles
Chaplin foi mais que um palhaço ator, foi mais que um cantor dançarino, foi
mais que um roteirista produtor mais que um poeta escritor, ele foi muito mais
em tudo que ele fez ele foi um grande sonhador o qual não desistiu jamais dos
seus sonhos, seus filmes poemas, musicas eram muito mais do que isso, Chaplin
foi uma pessoa fora de seu tempo uma pessoa que via além e que tinha uma grande
alma velha.
A cena que vem a seguir e do
filme O GRANDE DITADOR DE 1940 e uma cena fodastica a qual já havia som nos
filmes deem o play ai e se deliciem com uma cena maravilhosa.
Espero que tenham gostado e
que assim como eu, tenham se aproximado mais dessa figura inacreditável que foi
CHARLIE CHAPLIN.

O Canal Nostalgia fez um documentário sobre ele, fica aqui como complemento: